"Revolta né? dela ter se misturado com um vagabundo desses fardado de policia" desabafa pai de Camila

"Revolta né? dela ter se misturado com um vagabundo desses fardado de policia" desabafa pai de Camila


Segundo a polícia, ela foi morta com um tiro no rosto dentro do carro de Alisson, após o casal ter tido relação sexual. De acordo com a polícia, eles tiveram uma discussão por causa de ciúmes. O acusado tinha histórico agressivo.  A prisão de Alisson foi decretada pelo juiz Luis Moura, da Central de Inquérito da Comarca de Teresina. O PM é acusado de crime de homicídio e ocultação de cadáver. O carro do capitão foi apreendido.

O delegado Barêtta, coordenador da Delegacia de Homicídios, informou que o PM confessou o crime. “Ele confessou com riqueza de detalhes, na versão dele. Ele coloca que houve um desentendimento com ela, uma briga alegando traição e outras coisas. Mas nós vamos apurar isso”, explicou. 

Camilla estava desaparecida há seis dias. A última vez que foi vista estava em um bar na zona leste da Capital com o namorado. Alisson ficou incomunicável durante dois dias após o desaparecimento da jovem. Ele retornou na sexta-feira (27) informando que não sabia sobre o sumiço de Camilla. 

No sábado (28), o PM foi visto em um posto de lavagem na beira do Rio Parnaíba. O carro estava sujo de sangue. Ele ainda chegou a trocar o estofado do carro e tentou vender o veículo, mas não conseguiu por conta do forte cheiro de sangue. 

Em depoimento à polícia, Alisson disse que havia vendido o carro mas não lembrava para quem. Depois, ele se apresentou à Corregedoria da Polícia Militar. Na manhã desta terça, o delegado Barêtta, coordenador da Delegacia de Homicídios, confirmou a morte da jovem.

0/Post a Comment/Comments

Obrigado por efetua seu comentário, ele será lido e se aprovado será publicado em imediato.

Postagem Anterior Próxima Postagem