Suspeito de tentar matar prefeito cria clima de terror no Piauí

Suspeito de tentar matar prefeito cria clima de terror no Piauí

Os crimes ocorridos na última semana no município de Riacho Frio, Extremo-Sul do estado, apontam como possível autor o mesmo indivíduo, Saulo Antonio José Alves. O suspeito, que já possui diversas passagens pela polícia, é acusado de matar Lucélio da Silva Guimarães, 31 anos, e Vania Ferreira Dias, 15 anos, desaparecidos desde o dia 2 deste mês, além de atentar contra a vida do prefeito, Adalberto Mascarenhas (Betim) no último sábado (9). As motivações dos crimes ainda são um mistério e a polícia trabalha com a hipótese de que ele esteja agindo aleatoriamente.


Segundo o delegado Yure Saulo de Oliveira Aranha, a Polícia Militar encontrou no sábado à tarde o local de acampamento do suspeito, na zona rural do município, com diversas mochilas, roupas, ferramentas e uma arma de ar comprimido. “Ele não tem residência fixa e há muito tempo mora no mato. Suspeitamos também que parte desse material encontrado seja fruto de roubos e furtos”.

Além dos objetos, a polícia também encontrou um local onde nova ossada foi enterrada, possivelmente pertencente ao mesmo casal desaparecido. “Estivemos ainda no sábado no local e a princípio identificamos ossos do sexo masculino e do sexo feminino. Nos ossos dos crânios há plástico impregnado, o que sugere que ele ou ela foram mortos e queimados com o capacete”, colocou o delegado.

Saulo Antonio José Alves já cometeu crimes de furtos, assaltos e invasões. Ele responde a diversos procedimentos criminais, inclusive uma ação criminal de competência do juri.

Em janeiro de 2017, o juiz da Comarca de Corrente, Carlos Marcello Sales Campos, decretou novamente a prisão do criminoso, desta vez baseado em depoimentos de diversos moradores da cidade, que relataram invasões domiciliares, furtos e comportamento estranho, tendo sido visto armado e vestido com roupa do exército.

Desde o atentado contra o prefeito, no sábado à noite, o clima de terror tomou conta da cidade, onde diversas vezes a população foi surpreendida com disparos de armas de fogo, tendo a orientação de não sair de suas casas até que o suspeito esteja preso.
O 7º Batalhão de Polícia Militar de Corrente, sob o comando do Major Hortêncio e apoio da Força Tática, realizam incessantes buscas pela zona rural do município.

Fonte: meionorte

0/Post a Comment/Comments

Obrigado por efetua seu comentário, ele será lido e se aprovado será publicado em imediato.

Postagem Anterior Próxima Postagem