Top Ad unit 728 × 90

recent

'Cidadão de bem não tem direito de viver', diz irmã de PM morto no Piauí

Fonte:g1piauí

Após a morte de um policial militar na Zona Leste de Teresina nesta terça-feira (7), as pessoas que socorreram a vítima e a família que perdeu o ente falam em frustração e revolta. Segundo informações da Polícia Civil, o cabo Valdir Mendonça do Vale, 43 anos, tentou impedir um assalto quando foi morto a tiros na Avenida Jockey Clube.


O PM chegou a ser socorrido, levado para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT), mas chegou já sem vida. "O cidadão de bem não tem direito de viver. Nada vai trazer meu irmãozinho de volta", disse a irmã do policial quando esperava pela liberação do corpo.

O fotógrafo Thiago Amaral tinha acabado de almoçar e saia de um restaurante quando escutou os tiros. O profissional viu o policial baleado no chão e correu para socorrê-lo. “Percebi que ele estava portando uma arma, que usava um cinto da polícia e que estava ferido. 

Tirei a camisa para tentar estancar o sangue, falei com ele, sabia que ele estava me ouvindo, mas ele não tinha mais forças para falar. Alguns curiosos e outros policiais a paisano começaram a chegar ao local. Quando a viatura chegou, o colocamos dentro. Ele perdeu muito sangue e infelizmente depois recebemos a notícia que ele tinha vindo a óbito", falou para o G1.

O cabo Moacir Silva, do 5º Batalhão da PM, fazia rondas pela região da Zona Leste de Teresina quando recebeu o chamado sobre o ocorrido. Ao chegar ao local, o policial colocou a vítima dentro do carro e a levou para o HUT.

"Nós trabalhamos de dia e ele estava escalado para trabalhar hoje à noite e infelizmente aconteceu isso. Nossa maior preocupação era trazer ele com vida ao hospital, viemos todo o percurso tentando estancar o sangue, tentando reanimar, mas ele perdeu muito sangue no local. Muito triste essa situação de ver nosso companheiro de trabalho naquele estado", contou o militar.

O delegado Francisco da Costa, o Baretta, afirmou que o crime é tratado como latrocínio, roubo seguido de morte. "Nesse caso a investigação já entende como um latrocínio porque o bandido queria cometer um roubo e o policial tentou impedir. Já sabemos que o criminoso foi ferido na perna, mas ainda não procurou atendimento médicos", disse o delegado de homicídios.

A Polícia Militar do Piauí realiza diligências para identificar e prender os responsáveis. O corpo de Valdir Mendonça foi liberado pelo HUT e levado
'Cidadão de bem não tem direito de viver', diz irmã de PM morto no Piauí Reviewed by J Silva on 20:15 Rating: 5

Nenhum comentário:

Obrigado por efetua seu comentário, ele será lido e se aprovado será publicado em imediato.

Tecnologia do Blogger.